O novo crime de perseguição (stalking)

1 de abril de 2021 10:42

O termo stalking foi criado nos EUA, no final da década de 1980 para descrever a perseguição insistente a celebridades pelos seus fãs, tornando-se crime em 1990. O cyberstalking é a perseguição nas mídias digitais.

              No Brasil a perseguição era prevista como contravenção penal virou crime.

              Foi editada a lei 14.132 de 31 de março de 2021 que prevê o crime de perseguição que define como perseguir alguém, reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade.

              A reclusão é de seis meses a dois anos e multa.

              A pena pode ser aumentada de metade se o crime for cometido contra criança, adolescente ou idoso; contra mulher por razões da condição de sexo feminino, ou mediante concurso de duas ou mais pessoas ou com o emprego de arma.

              São características da perseguição: a invasão de privacidade da vítima; a repetição de atos; o dano a integridade psicológica e emocional da vítima; a lesão à sua reputação; a alteração

do seu modo de vida e a restrição à sua liberdade de locomoção.

              Essa perturbação da tranquilidade da perseguição gera dano e pode ser indenizada no plano cível por danos morais e materiais.

Fontes:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2021/Lei/L14132.htmhttps://ambitojuridico.com.br/cadernos/direito-penal/apontamentos-sobre-o-fenomeno-do-stalking-uma-realidade-emergente-na-sociedade-contemporanea/

Categorizados em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *